Estudos bioquímicos da enzima bromelina do Ananas comosus (abacaxi)

A. França-Santos, R. S. Alves, N. S. Leite, R. P. M. Fernandes

Resumo



O presente trabalho objetivou  a determinação da atividade da enzima bromelina no abacaxi  Ananas comosus  cv. Pérola em condições  in vivo  e  in natura e a caracterização bioquímica dessa enzima largamente utilizada nas indústrias farmacêuticas e de alimentos. A atividade proteolítica foi determinada pela digestão do substrato caseína usando o método de Kunitz (1947). Maior atividade foi observada para a bromelina extraído do fruto do abacaxi quando comparada as folhas do abacaxizeiro cultivado in naturasob condição hidropônica. A variação da atividade proteolítica devido ao pH e temperatura foi determinada nos pHs entre 4,0 e 9,0, e nas temperaturas entre 20ºC e70ºC. A bromelina apresentou pH ótimo de ação 5,0 em tampão acetato de sódio e temperatura ótima de 40ºC.

Palavras-chave


caracterização bioquímica, protease vegetal, abacaxi, Kunitz, cv. Pérola

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena
Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.