Experimentação real versus experimentação ideal no ensino de ciências e a prática do pensamento crítico

Graziane Gomes dos Santos, Divanízia do Nascimento Souza

Resumo


Este artigo tem por finalidade demonstrar a visão dos mestrandos do Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Matemática a respeito do uso de atividades práticas no Ensino de Ciências. A abordagem envolveu os entrevistados na tentativa de identificar e refletir as potencialidades da experimentação na formação do pensamento crítico, e quando é necessário utilizar um experimento real ou ideal. A metodologia empregada permitiu perceber a interferência do ensino indutivista quando se pretende mediatizar a aprendizagem. Assim, este trabalho tem como objetivo conhecer a visão dos alunos de mestrado sobre a importância de desenvolver a experimentação como ferramenta didática.


Palavras-chave


Experimentação; Ensino de Ciências; Professores

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14808/sci.plena.2016.112716

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Graziane Gomes dos Santos
Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.