Mudanças de curto prazo no balanço sedimentar da Praia do Icaraí (Caucaia, Ceará) durante uma ressaca do mar

Davis Pereira Paula, Antônio Raylton Rodrigues Bendô, Ismael Furtado Pereira Lima, José Wilker Oliveira Alves

Resumo


Este artigo apresenta resultados de um experimento de campo realizado para avaliar a resposta morfológica de uma praia arenosa durante um evento de ressaca do mar. O estudo foi realizado na Praia do Icaraí, localizada no litoral da Região Metropolitana de Fortaleza. O experimento de campo foi baseado no acompanhamento contínuo de cinco seções de controle a partir de informações topográficas e oceanográficas. Foram realizadas 7 campanhas de campo (28/01/14 a 09/02/14). As respostas morfológicas dos trechos observados foram diferentes em termos de erosão e deposição. A seção limitada por dunas antropizadas (S1) apresentou erosão da berma e da praia submersa. Os trechos costeiros limitados por uma estrutura de proteção costeira (S2 a S4) apresentaram recuo da parte superior do perfil. No trecho de dunas frontais (S5), houve uma erosão generalizada da duna e da berma. De forma geral, a Praia do Icaraí é vulnerável a eventos de ressaca do mar.


Palavras-chave


Ressacas do Mar; Erosão Costeira; Balanço Sedimentar

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14808/sci.plena.2016.045301

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.