Avifauna dos remanescentes das restingas ao longo da zona de expansão urbana de Aracaju, Sergipe

Bruno Jackson Melo Almeida, Bia de Arruda Almeida, Anderson Gomes Souza, Juan Manuel Ruiz-Esparza, Stephen Francis Ferrari

Resumo


O presente estudo tem por objetivo apresentar uma lista das espécies de aves registradas nos remanescentes de restingas (cordões de dunas, lagoas e áreas de drenagens e formações arbustivas) existentes ao longo da zona de expansão urbana de Aracaju. Durante o período de 2008 a 2011 foram realizadas amostragens não sistemáticas de observação de aves, utilizando procedimento amostral de
observações por pontos fixos e por busca ativa. As amostragens resultaram na identificação de 136 espécies de aves. A família Tyrannidae foi a que apresentou maior número de representantes (11 espécies) e, em termos de representatividade, destacam-se as aves aquáticas das famílias Ardeidae (nove espécies), Anatidae (sete espécies) e Rallidae (seis espécies). Apesar de ser uma área com crescente degradação de suas condições originais, os remanescentes de restinga da zona de expansão de Aracaju apresentam uma riqueza de aves que precisa ser melhor investigada. Existem ainda muitos estudos a serem realizados para que se compreenda a comunidade de aves local, assim como sejam identificadas as espécies que já apresentam tendências de declínio populacional.


Palavras-chave


aves; zona de expansão urbana; restingas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.