Perfil lipídico e glicêmico em caminhoneiros da região central do estado do Rio Grande do Sul

Livia Vilges de Oliveira, Luis Fernando Castagnino Sesti, Stefan Vilges de Oliveira

Resumo


O presente trabalho avalia a glicemia e o perfil lipídico em caminhoneiros da região central do estado do Rio grande do Sul. Mediante estudo observacional transversal com 91 caminhoneiros foram descritos os comportamentos de risco e os valores séricos de glicose, colesterol total, triglicerídeos, colesterol HDL, LDL (fórmula de Friedewald). Os dados foram analisados através de estatística descritiva com o apoio do software SPSS (v 17.0). Houve dislipidemia em 79,2% (n=72) dos participantes, hiperglicemia em 13,18% (n=12) e associadas em 10% (n=9). Em relação aos comportamentos, 80,2% (n=73) disseram ser sedentário, 19,8% (n=18) eram fumantes e 52,7% (n=48) faziam uso de bebidas alcoólicas com frequência. A falta de atividade física e hábitos alimentares inadequados dos caminhoneiros associados à atividade profissional relatada por eles não lhes permite realizar hábitos saudáveis e manter uma boa qualidade de vida.


Palavras-chave


Hiperglicemia; dislipidemias; estudos transversais; saúde do viajante

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.