Frutos da Caatinga de Sergipe utilizados na alimentação humana

Thatiana Carvalho Santos, José Elvino do Nascimento-Júnior, Ana Paula do Nascimento Prata

Resumo


A caatinga é um bioma exlusivamente brasileiro. Em Sergipe, 42 dos 75 municípios possuem fragmentos desta vegetação. Ao contrário do que se pensava, ela abriga uma grande diversidade de espécies, das quais muitas são utilizadas pela população regional, principalmente para alimentação, como as frutíferas, por exemplo. As frutíferas nativas que ocorrem no Nordeste ainda são pouco conhecidas, dada essa falta de conhecimento sobre os frutos nativos do nordeste brasileiro, realizamos um levantamento dos frutos da Caatinga consumidos pela população sergipana. A coleta de dados baseou-se nos acervos do Herbário da Universidade Federal de Sergipe (ASE) e no Herbário de Xingó (HX). Posteriormente, foram aplicados questionários aos feirantes do Mercado Municipal de Aracaju e da Central de Abastecimento de Aracaju S/A (CEASA), e em outros seis municípios inseridos na Caatinga, para verificar a procedência das frutas lá comercializadas. Foi registrada a ocorrência de 17 espécies distribuídas em 13 famílias com representantes comestíveis na Caatinga de Sergipe. As famílias Cactaceae, Myrtaceae, Anacardiaceae e Passifloraceae apresentaram duas espécies cada, sendo que nas duas primeiras famílias, as espécies são pertencentes a gêneros diferentes e as duas últimas ao mesmo gênero. As demais famílias apresentaram apenas um representante comestível: Annonaceae, Apocynaceae,  Arecacea, Brassicaceae, Fabaceae, Rhamnaceae, Rubiaceae , Sapindaceae e Sapotaceae.


Palavras-chave


frutíferas; cactaceae; semiárido

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena
Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.