Adsorção de dióxido de carbono utilizando o biochar produzido a partir de sementes de mangaba (Hancornia speciosa)

Layane Fernandes de Sousa Moura, Jose Jailton Marques, Jefferson Arlen Freitas

Resumo


A concentração dos gases de efeito estufa tem aumentado consideravelmente na atmosfera terrestre devido às ações antrópicas, intensificando o aquecimento global e desencadeando mudanças climáticas. Por conta desse cenário, ações estão sendo tomadas para reduzir as emissões desses poluentes, sobretudo o dióxido de carbono, CO2. O Protocolo de Kyoto (Kyoto, 1997) e a 21ª Conferência das Partes, COP21 (Paris, 2015), são exemplos de acordos globais para a redução das mudanças climáticas. Nesse contexto, tecnologias avançadas para o sequestro de dióxido de carbono estão em desenvolvimento, dentre as quais aquelas baseadas na adsorção física. O estudo integra essa classe de processos e utilizou um biochar produzido através da pirólise das sementes da mangaba (Hancornia speciosa) como adsorvente. O biochar foi caracterizado quanto à área superficial, diâmetro de poros, morfologia e determinação dos grupos funcionais. A adsorção de CO2 foi realizada utilizando-se a técnica volumétrica estática, variando-se a pressão inicial do sistema que consistiu numa coluna de leito fixo em escala semi-piloto. Os dados experimentais foram ajustados a modelos da literatura. O modelo de Freundlich foi o que melhor se ajustou, constatando a adsorção em multicamadas. A cinética de adsorção seguiu o modelo de difusão intrapartícula, indicando que a difusão é a etapa limitante do processo. O valor máximo de capacidade adsortiva obtido para o biochar foi 5,21 mol CO2/kg de bioadsorvente.


Palavras-chave


Aquecimento global; adsorção; biochar

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14808/sci.plena.2018.034202

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Layane Fernandes de Sousa Moura, Jose Jailton Marques, Jefferson Arlen Freitas

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.