Análise da eficiência de um filtro de pedra porosa desenvolvido para o tratamento preliminar de esgoto doméstico

Tatiana Máximo Almeida Albuquerque, Íkaro Damião Hora Sousa, Ítalo Rocha Almeida, Thiers Pereira Souza, Laize Eloy Teixeira, Ana Katharine Oliveira Souza, Idália Ribeiro Santana

Resumo


Frente à necessidade de uso racional dos recursos hídricos conforme preconizado na Lei 9433/97, principalmente na região nordeste do Brasil, cuja disponibilidade hídrica é pequena devido à climatologia local, às demandas, além do mau uso dos recursos hídricos que são utilizados como meio de diluição de esgotos, como é o caso de muitos rios das bacias do estado de Sergipe, observa-se que a adoção de medidas que gerencie aumento de oferta e gerenciamento de demanda é essencial. Nesta pesquisa buscou-se analisar a eficiência do uso de uma pedra porosa de filtro, à base de cal, para tratamento preliminar de esgotos domésticos que serão direcionados para fins não potáveis, auxiliando assim na redução de poluentes contidos nos esgotos antes de serem lançados in natura. A análise desta eficiência foi realizada através de testes físico-químicos como: DBO5, DQO, turbidez, cor, sólidos gerais e em suspensão, cloretos, salinidade, nitratos, e entre outros relacionados à qualidade da água, baseados na Resolução 357/05 do Conselho Nacional do Meio Ambiente - CONAMA. O tratamento com o filtro de pedra porosa criado apresentou baixo custo, fácil produção e utilização, além de ser bastante eficaz no tratamento preliminar do esgoto.



Palavras-chave


águas residuais; reuso; qualidade de água

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14808/sci.plena.2017.109904

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Tatiana Máximo Almeida Albuquerque, Íkaro Damião Hora Sousa, Ítalo Rocha Almeida, Thiers Pereira Souza, Laize Eloy Teixeira, Ana Katharine Oliveira Souza, Idália Ribeiro Santana

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.