Análise de impactos na saúde pela implantação de Melhorias Sanitárias Domiciliares em Itabaiana/SE

Taisa Andrade Barbosa, Luciana Coelho Mendonça

Resumo


No Brasil, a insuficiência dos serviços de saneamento básico, principalmente no que diz respeito à coleta e ao tratamento dos esgotos, pode estar relacionada aos elevados índices de doenças infecciosas e parasitárias. Esse estudo teve o propósito de analisar a associação entre essas doenças e o saneamento básico através da avaliação de dados de uma região beneficiada com o programa, Melhorias Sanitárias Domiciliares (MSD), da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) em comunidades carentes. Para esse estudo, foram estudadas comunidades do município de Itabaiana, Sergipe, as quais tiveram o convênio com a Funasa concluído em 2010, o que possibilitou a caracterização da situação epidemiológica antes e depois dessas intervenções. Essa caracterização foi realizada através de dados fornecidos pela Funasa, órgãos de saúde e através de questionário elaborado durante a pesquisa com entrevistas porta a porta. As taxas de doenças infectoparasitárias diminuíram, com exceção da dengue, que obteve um leve aumento. Entretanto, notou-se que esse acréscimo aconteceu, provavelmente, por outros fatores que não os diretamente ligados à falta de saneamento básico. Concluiu-se que as intervenções sanitárias de fato impactaram positivamente na saúde da população beneficiada com o programa.

Palavras-chave


saneamento e saúde, esgotamento sanitário, doenças infecciosas e parasitárias

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14808/sci.plena.201.109902

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Taisa Andrade Barbosa, Luciana Coelho Mendonça

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.