Fitotoxicidade de compostos orgânicos avaliada a partir de ensaios biológicos envolvendo sementes de tomate

Cassiano Sousa Rosa, Lívia M. S. Ataíde, Daniel Albeny Simões, Sofia Regina Lopes, Karla Garcia Tavares

Resumo


A produção do composto orgânico a partir do reaproveitamento de resíduos tem sido uma técnica bastante difundida, entretanto, a utilização destes compostos, antes de sua total estabilização, pode causar danos às plantas. A realização de estudos visando avaliar a maturação desses compostos tem sido pouco explorados. Neste sentido, este trabalho teve como objetivo avaliar a fitotoxicidade de substratos orgânicos produzidos a partir de resíduos sólidos urbanos, na Unidade de Compostagem da Central de Tratamento de Resíduos Sólidos de Belo Horizonte. Foram realizados ensaios com sete diferentes tipos de substratos (compostos orgânicos), avaliando o crescimento e desenvolvimento de plantas de tomate (Solanum lycopersicon) e conduzidas análises físico-químicas para avaliar a qualidade e a estabilidade dos compostos. Os resultados indicaram que o uso da compostagem orgânica artesanal (COA) proporcionou melhores índices de crescimento e desenvolvimento de S. lycopersicon.


Palavras-chave


resíduo orgânico, compostagem, reaproveitamento, fitotoxinas, Solanum lycopersicon

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena
Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.