Método Aplicado vs. Direto: dimensionamento de um sistema de distribuição de ar para instalações HVAC

Bruno Eli Alves Pereira, Marcos Müller Rebelato, Guilherme Simões Velasques, Anderson Favero Porte, Marcelo Moraes Galarça

Resumo


O presente trabalho aborda o processo de dimensionamento de dutos para distribuição de ar em sistemas de ventilação e/ou climatização. São comparadas duas formas de se efetuar o dimensionamento: na primeira, pela utilização de dados em tabelas e gráficos construídos a partir de experimentos empíricos; em outra, a partir da solução das equações fundamentadas na mecânica dos fluidos e correlações empíricas. Neste trabalho as abordagens em relação aos dois procedimentos de cálculo para dimensionamento são definidas como Método Aplicado e Método Direto, respectivamente. As duas formas de solução são aplicadas aos três principais métodos de dimensionamento de sistema de dutos: velocidade arbitrária, perda de carga constante e recuperação da pressão estática. O dimensionamento é feito para um sistema de dutos hipotético. São avaliados o comportamento da perda de carga para cada um dos métodos de dimensionamento e procedimento de solução, bem como as dimensões finais do sistema de dutos. Os resultados mostram desvios percentuais pouco significativos, em termos absolutos, em relação aos procedimentos de solução adotados.

Palavras-chave


dimensionamento de dutos; métodos de dimensionamento; procedimento empírico e clássico

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14808/sci.plena.2017.061301

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Bruno Eli Alves Pereira, Marcos Müller Rebelato, Guilherme Simões Velasques, Anderson Favero Porte, Marcelo Moraes Galarça

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.