Análise comparativa entre métodos de correção atmosférica em imagens do sensor Operational Land Imager (OLI), plataforma Landsat 8

Carlos Vinicius da Cruz Weiss, Diego Coelho da Silva Camargo, Eduardo Henrique Rosca, Jean Espinoza

Resumo


O processo de correção atmosférica é um procedimento essencial para processamento de imagens orbitais. Esse procedimento visa minimizar a influência dos fatores que compõem a atmosfera terrestre. Pelo fato das imagens do sensor OLI/Landsat 8 serem um produto recente, estas funções/pacotes em softwares de processamento digital de imagens para a correção atmosférica do referido sensor ainda não foram efetivamente implementadas na maioria dos softwares de processamento digital de imagens, proporcionando uma função que permita a correção atmosférica desses dados de forma direta. Portanto, o trabalho teve por objetivo realizar uma análise comparativa de três métodos de correção atmosférica aplicados em imagens do sensor OLI/Landsat 8. O Dark Object Substract e os métodos de calibração lineares consistem em redimensionar os dados de radiância para o topo da atmosfera, através dos coeficientes radiométricos fornecidos no arquivo “metadados” do produto. A cena utilizada para aplicação dos métodos foi obtida junto ao banco de dados da USGS. Para o primeiro método, foi utilizado o software Idrisi Selva®, enquanto que para o segundo, as equações de calibração lineares foram processadas nos softwares ENVI® e Matlab®. A comparação foi realizada a partir das curvas de assinatura espectral dos alvos selecionados sobre as imagens processadas. O método de calibração linear ponderado realizada no ENVI® demonstrou uma validação mais adequada dos dados perante a comparação dos valores de reflectância dos alvos. Porém não se pode afirmar a melhor eficiência de nenhum dos métodos, devido ao trabalho não empregar uma comparação com os valores de um espectroradiômetro.

Palavras-chave


correção atmosférica, análise comparativa, reflectância, OLI/Landsat 8

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.