Determinação de metais pesados em amostras de água usada para irrigação de hortaliças cultivadas em beira de estrada

F. C. S. Silva, A. M. Almeida, P. B. Silveira, A. F. Nascimeno, C A. Hazin, E. Valentim

Resumo


Os metais pesados contribuem de forma significativa para a poluição do ar, solo e água interferindo temporariamente na manutenção da biota terrestre e aquática podendo acarretar um problema de saúde pública quando ingerido em concentrações elevadas. Atualmente, um dos principais problemas de poluição atmosférica identificado nos grandes centros urbanos decorre de emissões industriais e de veículos automotores. Estes poluentes se agregam ao material particulado suspenso no ar e se depositam no solo, água e plantas. Em vista disso, torna-se relevante a determinação da concentração de metais pesados em diversas matrizes ambientais, principalmente a água, por ser esta uma das principais vias de ingestão de contaminantes no homem. Dessa forma, visando avaliar a qualidade da água utilizada para irrigação de cultivos à beira da estrada, além do impacto da presença de poluentes veiculares, foram coletadas amostras de água de poços próximos a BR-101 Sul no Km 70, Recife-PE (Brasil). Essas amostras foram analisadas pela técnica de espectrometria de absorção atômica por chama (AAS), seguindo a metodologia recomendada pelo Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater para determinação de metais como Cd, Fe, Pb, Zn, Cu, Cr e Mn. Os resultados obtidos mostram que os metais Pb, Fe e Mn apresentaram valores bem acima do recomendado para água de irrigação de hortaliças, segundo o CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente) de nº 357 de 2005, o que pode acarretar riscos à saúde pública.

Palavras-chave


Água de irrigação, metais pesados e saúde pública

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.