Estudo da remoção do corante têxtil turquesa de efluentes industriais utilizando peneiras moleculares zeolíticas sintéticas

Anne Souza, Sanny Machado, Marcelo Souza, Consuelo Santos

Resumo


As peneiras moleculares zeolíticas têm sido continuamente estudadas em processos que envolvem a catálise heterogênea e fenômenos de adsorção. O uso da adsorção vem sendo potencialmente aplicado em remoção de contaminantes dos efluentes provenientes da indústria têxtil.  As zeólitas com estrutura FAU, BEA e MTW estudadas neste trabalho foram caracterizadas por técnicas físico-químicas. Os difratogramas de raios-X evidenciaram a presença da estrutura cristalina FAU, BEA e MTW nos adsorventes. Os espectros FT-IR mostraram bandas relativas à estrutura zeolítica. Os estudos de remoção do corante turquesa foram realizados em meio ácido (pH 1), com concentração de 50 ppm do efluente sintético e utilizando as zeólitas obtidas. As porcentagens de remoção mais significantes para o efluente sintético foram: 80%, 68% e 85% (FAU, BEA e MTW, amoniacal) e 83%, 78% e 83% (FAU, BEA e MTW, ácida). Testes de reaproveitamento foram realizados e resultados eficientes ainda foram notados. Análises com o efluente bruto mostraram resultados ainda mais eficazes. Os índices de remoção foram: 94%, 93%, 88% (FAU, BEA e MTW, amoniacal) e 95%, 87% e 90% (FAU, BEA e MTW, ácida).


Palavras-chave


peneiras moleculares zeolíticas, corante turquesa, efluente têxtil.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.